Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Gaúcho, comemorou o anúncio da oficialização do pai como novo técnico do Flamengo.

Nos stories do Instagram, ela publicou uma foto com um traje das cores do clube (camiseta vermelha e biquíni preto) e fez um pedido aos seus quase dois milhões de seguidores.

“Oi, nação! Vamos torcer juntos?”, escreveu Carol, marcando também o perfil oficial do Flamengo na foto. Em abril, aliás, ela já havia “estreitado laços” com a torcida rubro-negra. Na ocasião, dias depois o pai deixar o Grêmio e ficar sem clube, a carioca de 27 anos abriu sua caixa de perguntas nos stories do Instagram e, além de elogiar Gabigol, despistou sobre o fato de virar a “princesa da Nação”.

Acerto rápido

Horas depois de demitir Rogério Ceni, o Fla começou a negociar com Renato. O casamento não demorou muito para ser consumado e saiu após reunião do treinador com o comando de futebol do Rubro-Negro, que sempre viu o ex-gremista como uma alternativa.

Apesar do final feliz, o time carioca teve de dobrar certa resistência interna ao nome do comandante. Parte desse nariz torcido para o treinador vem desde 2018, quando Landim e companhia venceram o pleito e iniciaram a gestão no clube. Na época, o grupo do presidente teve acordo avançado com Renato, mas ele optou pela permanência no Grêmio e o Fla fechou com Abel Braga.